Youtube e Spotify tomam conta do mercado latino-americano de streaming de música

Visão Geral: A América Latina tornou-se um dos mais importantes mercados de streaming de música devido a fatores como a acelerada adoção por parte do consumidor, a crescente proliferação de smartphones, a significativa oferta de serviços de streaming e o rápido crescimento das receitas das assinaturas gratuitas e pagas. O Brasil e o México, os principais mercados da região, têm potencial de se tornarem uns dos principais mercados de música. Porém, fatores econômicos locais, como o baixo poder de compra dos consumidores e economias nacionais frágeis, trazem desafios para a o desenvolvimento do mercado de streaming na região.

Principais pontos

  • X% dos brasileiros assistem a vídeos de música no YouTube
  • X% dos mexicanos compram CDs
  • X% dos brasileiros acessam o Spotify semanalmente e X% o YouTube
  • O X possui mais X ativos do que habitantes
  • O X é o líder do mercado de streaming de música
  • X% dos consumidores mexicanos ouvem playlists com curadoria
  • Entre 2017 a 2018, a América Latina apresentou um crescimento de X% no número de assinaturas de usuários do serviços de vídeo sustentados por publicidade.
  • As receitas com as assinaturas pagas na América Latina entre 2017 e 2018 tiveram um crescimento de X% gerando X dólares.

Empresas citadas nesse relatório: Apple, Deezer, Google, iPhone, iTunes, Movistar, Spotify, TIM, Virgin Mobile, Vevo, Vivo, YouTube

Gráficos: 4
Páginas: 13
Palavras: 2,091

Inclui PDF, slides e conjunto de dados